Condomínio Ville de Montagne Quadra 32 - Lote 43 Jardim Botânico / Lago Sul
(61) 3347-7420 | (61) 8210-3137

Instrumentos de Avaliação e Mapeamento de Competências

5

Como saber se o potencial de mudanças e transformações proporcionadas pelo Coaching foi desenvolvido?

  

Há mais de 15 anos atuando como espaço de aprendizagem conversacional dedicado ao desenvolvimento do coaching profissional, o LabCon tem sido recorrentemente indagado ao longo dos anos: como saber, concretamente, se uma organização, uma equipe ou indivíduo, passando por um processo de coaching, efetivamente se transforma e alcança os novos padrões de conduta requeridos para lhe proporcionar os resultados almejados? Que indicadores concretos temos à disposição para avaliar isso? Estas são questões cientificamente complexas e que, sob o rigor científico da Academia, continuam literalmente “em aberto”, em que pesem visíveis avanços.

 

No LabCon, já conseguimos articular e revelar resultados parciais para essas questões, sob a forma de instrumentos resultantes de pesquisas de um Modelo de Maturidade Conversacional (MMC), objeto de vários artigos e dissertações produzidos quando o LabCon ainda se apresentava sob a identidade de um laboratório acadêmico de pesquisas sobre conversas nas organizações. (Alguns desses estudos estão disponíveis na aba Publicações).

 

Em paralelo, o LabCon utiliza nos processos de coaching que desenvolve e apresenta agora ao público interessado, instrumentos práticos e concretos para avaliação e medição desses indicadores.

 

São eles o TCGO e o TCGO 360o  – Testes de Competências em Gestão Ontológica  – desenhados por Ivonne Hidalgo Dias, CEO da Corporación CEGO e criadora do Modelo de Gestão Ontológica (MGO), e por Marina Rogow, diretora executiva da CEGO Argentina, coach certificada (PCC) pela ICF/International Coaching Federation e psicóloga expert no MGO e no desenvolvimento de ferramentas de avaliação psicométricas, ambas parceiras internacionais do LabCon.

 

Em conjunto, as ferramentas se constituem como um poderoso instrumento de avaliação e diagnóstico, já usadas em mais de 2000 casos, e que foram criados com

“o intento de dar resposta a um dos desafios que hoje enfrentam coaches profissionais que operam no contexto organizacional: atender à demanda de avaliar e medir deslocamentos de aprendizagem transformacional, ou seja, resultados decorrentes de processos de coaching executivo e organizacional e consultoria os quais, em alguma medida, fundamentem e justifiquem o benefício e o retorno dos investimentos pelas organizações no desenvolvimento de seu capital humano e suas equipes de trabalho”.

 

Na mesma linha de ação, apresentamos o DGO – Diagnóstico de Gestão Ontológica – desenhado e desenvolvido pela CEGO Argentina e também baseado no MGO.  O DGO é uma ferramenta que ajuda as organizações a distinguir desafios adaptativos e estados de ânimo que correspondem ao domínio do intangível e que não podem ser atacados da mesma maneira que os desafios de ordem técnica. O DGO “permite a identificação uniforme, sistêmica e simultânea, baseada na percepção das pessoas que constituem o universo da mostra, dos desafios que enfrentam a organização avaliada, permitindo a tomada de consciência que habilita a realização das ações”.

  

Ficou interessado(a) em saber como avaliar e medir a aprendizagem resultante de intervenções de Coaching executivo ou organizacional em sua empresa/organização? Ou aprender como obter essas ferramentas para potencializar suas intervenções como coach profissional?

 

CONVERSAS CRIAM "REALIDADES".

VENHA CONVERSAR CONOSCO.